terça-feira, 25 de agosto de 2009

Ar



enquanto respiro escolho a roupa que vou colocar quando sair do banho. e assim enquanto eu respiro esfrego o creme de castanha nas minhas canelas. canela eh o cheiro que sinto do incenso aceso do lado de fora da janela. sinto enquanto respiro.
sento de frente ao meu som de luz verde turquesa e escuto a voz de uma das minhas cantoras favoritas. enquanto respiro.
enquanto respiro gargalho com as criancas e durante o trabalho com elas vivo minha crianca que danca como bailarina de caixinha de musica.as pessoas em volta acham engracado, eu deito, rolo, pulo e falo alto, empolgada com meu corpo que descobre outra vida. respiro enquanto me alimento do prazer da companhia deles.
enquanto respiro decido mudar do acustico pro metal. vibe que transforma malucos segundos. lembro dele me dizendo que queria ser astronomo. eu entro na onda sem contar pra ele que pensei em ser astronoma. ele me diz que tem de enteder demais de fisica e matematica. frase que apresenta a mestra intelectual por tras da porta dupla.
oxigena meus globulos movimenta meu sangue. circula por meus membros. aquece minhas geleiras, transmuta o doente, organiza as sinapses e recebe asas. entra pelas cavidades, me possue, fala franco a minha libido, entra em combustao e pela minha garganta me da voz. enquanto respiro.
enquanto respiro coloco inteiro na boca o toblerone que ela me deu enquanto secretamente me conta como foi doce sua viagem. o sabor nos meus dentes, na minha lingua e genviva me tornam mais encarnada. encantada. lembro da irma dela, das nossas conversas, e do nao dito. por pouco tempo. fecho os olhos e lembro do abraco delas enquanto respiro. acho que nunca falei como sao unicas pra mim, talvez nem imaginem, mas sabem.
sincronicidade eh tudo. barulhento entra corredor adentro. me alarma da sua presenca e tao barulhento quanto, libera seu ar. por um lugar mais ao sul - informacao indispensavel. me fez refletir sobre os curiosos momentos de descarga do meu ar. sim, tudo que entra sai. por que ali e pra onde vai? respiro no final da frase pra ter certeza que o cheiro ruim ja passou.
falo da transformacao que leu no meu pulso antes de me tocar. sempre acreditei em voce. hoje as pontas dos meus dedos se encarregam de circular minha gratidao a toda forma de natureza.


rios plantas ceus infinito cores mar carne osso veiculo pronomes buracos luz asas pes alma




5 comentários:

  1. Porra!! LINDO!

    SINCRONICIDADE É TUDO!
    e a respiração também...

    LINDO, LINDO, LINDO!


    ps: meu msn - michellybarross@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. ...
    -Tens muita vida, tanta, que ainda respira e inspira, a si e a outros...

    Penso agora na sincronia que se dá na respiração das pessoas...

    ResponderExcluir
  3. Brunie... você conseguiu mostar através da sua forma de escrever a beleza, a importancia e a sensibilidade que uma respiração pode!!! Algo tão vital e ao mesmo tempo natural, que muitas vezes passa desapercebido!

    ResponderExcluir
  4. adorei! realmente barbaro.. pega meu msn july
    _cintra@hotmail.com e visite meu blog: kawacauim.blogspot.com

    ResponderExcluir

que bom vc deixou um comentario, adorei!